quarta-feira, 30 de junho de 2021

Delegada da Mulher critica falta de política de atendimento a drogados em Codó

Após relatar o caso de um homem que agride a própria mãe, de maneira reiterada, e de um homem que pulou o muro para ameaçar até de morte uma vizinha A delegada da Mulher, Maria Tecla Cunha, criticou a falta de políticas públicas para cuidar de dependentes químicos dentro de Codó.

“O que se observa é que são pessoas contumazes no uso de substâncias alucinógenas (…) o que, infelizmente, a gente percebe é que existe também a falta por conta dos próprios poderes em relação a uma assistência de saúde pública. São pessoas que se envolvem em consumo de drogas, bebidas e tudo mais, embora no momento não esteja sendo ainda liberado nenhum movimento de liberação de festas e tudo mais, já imaginou quando chegar o momento de liberação das festas”, frisou a delegada

Veja a entrevista completa concedida ao repórter Amaral Júnior

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Publicidade

Publicidade