Publicidade

Publicidade

domingo, 14 de julho de 2024

Traficantes de drogas são presos em Presidente Vargas

Droga apreendida
Em duas operações distintas, policiais civis de Itapecuru-Mirim efetuaram as prisões de três traficantes de drogas que atuam em Presidente Vargas. Os acusados S.R. dos A., de 31 anos, e S.R. dos A., de 36 anos, foram presos no povoado Vila Nova com, aproximadamente, 150 gramas de maconha.

Em continuidade, M.V.C.V. foi preso em uma residência no centro da cidade com uma porção de crack, nove porções individualizadas de cocaína e maconha, além de material de embalagem, balança de precisão, dinheiro em espécie e ainda uma arma de fogo de fabricação artesanal. Todos foram encaminhados ao presídio de Itapecuru.

Funcionário dos Correios é investigado por esquema de desvio de produtos em São José de Ribamar

Na manhã da última quinta-feira (11) a Polícia Federal deflagrou a operação Fluxo Postal em São Luís.

A ação visa desarticular esquema de desvio de produtos – como aparelhos celulares – do fluxo postal dos Correios.

Houve o cumprimento de dois mandados de busca e apreensão, além de medida cautelar de afastamento de função pública contra os suspeitos de integrarem o esquema criminoso.

A investigação teve início a partir de comunicação da Gerência de Segurança dos Correios – que revelou que um empregado público dos Correios, lotado no CDD São José de Ribamar, responsável pela conferência de objetos postais, estaria desviando objetos postais da unidade, em sua maioria aparelhos celulares.

O funcionário entregava os produtos a comparsas, que faziam a retirada das encomendas na unidade, sem a observância dos procedimentos e normas internas da empresa pública federal.

A PF também identificou um receptador dos objetos postais extraviados, que teria a função de receber os aparelhos celulares desviados do CDD São José de Ribamar e vendê-los para terceiros, em benefício do esquema criminoso.

Nenhum dos envolvidos teve a identidade revelada pela Polícia Federal. Eles poderão responder pelos crimes de Receptação qualificada, cuja pena pode chegar a oito anos de reclusão; e Peculato, cuja pena pode chegar a dozeanos de reclusão.

O Imparcial

sábado, 13 de julho de 2024

CÂMERAS DE MONITORAMENTO FLAGRAM COLISÃO ENTRE MOTOCICLETA E CARRO EM TRIZIDELA DO VALE

O acidente ocorreu na tarde deste sábado (13), por volta das 14h10min, na Rua Santo Antônio, bairro Santo Antônio dos Oliveiras em Trizidela do Vale - MA.

Câmeras de monitoramento flagraram o momento em que o carro seguia em direção ao centro do município, quando a motocicleta, vindo no sentido oposto, colidiu frontalmente com o veículo.

O condutor da motocicleta foi socorrido por uma ambulância e levado ao Hospital Municipal de Trizidela do Vale. Segundo informações, o homem sofreu várias escoriações pelo corpo, mas está fora de perigo. Não tivemos acesso à informação sobre as identidades dos condutores envolvidos na colisão. Veja o vídeo abaixo:

Carro com família codoense se envolve em grave acidente deixando dois mortos e quatro feridos em Caxias

Na noite dessa sexta-feira (12), um grave acidente na BR-316, em Caxias, resultou na morte de duas pessoas e deixou outras quatro gravemente feridas. O acidente envolveu um veículo Ford Ka prata, que transportava familiares e amigos codoenses, e um carro modelo Argo.

Entre as vítimas fatais estão José Nicolas, de apenas 6 anos, e Maria do Socorro Moreira Viana, de 46 anos. No mesmo veículo, estavam Francisca Assunção, conhecida como “Xica das Tranças”, Rafaela (mãe de José Nicolas), uma amiga da família ainda não identificada, e o motorista identificado apenas como Elton.

De acordo com familiares, o grupo estava retornando de Teresina (PI), onde foram visitar Manu, irmã de Rafaela, que está internada na capital piauiense. As visitas a Teresina eram feitas semanalmente pelos familiares para acompanhar o tratamento de Manu.

O acidente aconteceu a cerca de 10 km do posto da PRF na BR-316. Segundo relatos, uma Hilux forçou o Ford Ka a invadir a contramão, resultando em uma colisão frontal com o Argo. As vítimas foram rapidamente socorridas e levadas para um hospital em Caxias (MA).

Maria do Socorro Moreira chegou a ser hospitalizada, mas infelizmente não resistiu aos ferimentos. José Nicolas faleceu ainda no local do acidente. Rafaela, mãe de José Nicolas, passou por um procedimento cirúrgico e está em estado instável. Francisca Assunção, conhecida como “Xica das Tranças”, sofreu ferimentos leves e permanece em observação. O motorista Elton teve fraturas nas pernas e braços e está internado, com quadro estável. A amiga da família, que não foi identificada, também passou por cirurgia e segue internada.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) está investigando as causas do acidente para determinar as responsabilidades. A população Codó está profundamente abalada com a tragédia, reforçando a importância de atenção e cuidado redobrado nas estradas.

José Nicolas, de apenas 6 anos, era filho de Welliton Rau, dono e presidente da quadrilha junina codoense Asa Branca do Sertão. Em virtude da tragédia, a quadrilha emitiu uma nota de pesar, declarando encerrada a temporada de 2024 e expressando solidariedade à família enlutada.

Vem aí a maior convenção política da história de Codó-MA - Vejam!

sexta-feira, 12 de julho de 2024

Convite: Você Não Pode Perder! - Assistam!

Preso PM que confessou ter matado dois irmãos em Imperatriz

Nesta quinta-feira (11), foi preso o policial militar identificado como Klerson — que confessou ter assassinado a tiros os irmãos Jonas Silva Conceição, de 30 anos e Samuel Silva Conceição, de 25 anos. O crime aconteceu no último dia 19 de junho na Avenida Itaipu, no bairro Parque Santa Lúcia em Imperatriz.

Segundo informações policiais, o PM é lotado em Estreito e se apresentou na delegacia de Imperatriz cinco dias após o crime. Ele foi acompanhado do advogado para prestar depoimento — e liberado logo em seguida.

No decorrer das investigações, o titular da delegacia entendeu estarem presentes os indícios de materialidade e autoria, como também os requisitos para decretar a prisão temporária do PM.

O mandado de prisão foi expedido pela Central de Inquérito e Custódia de Imperatriz e teve o parecer do Ministério Público.

À imprensa, a Secretaria de Segurança Pública do Maranhão (SSP-MA) afirma que o PM alegou legítima defesa, mas não foram divulgados detalhes sobre a confusão que teria acontecido antes do crime.

O policial foi encaminhado para o quartel do 12° Batalhão de Polícia Militar da cidade de Estreito. As investigações sobre o duplo homicídio continuam em andamento.

Após o PM se apresentar na delegacia de Imperatriz, prestar depoimento e confessar o crime, a Polícia Militar do Maranhão informou, por meio de nota, que o investigado seria afastado das atividades policiais de rua até a conclusão do inquérito.

De acordo com a nota, o Comando Geral determinou a imediata apuração do caso e as providências serão tomadas conforme a lei.

Veja a nota da PMMA na íntegra:

“A Polícia Militar do Maranhão informa que, de imediato, o Comando Geral determinou a abertura de sindicância para apurar o caso e as providências necessárias serão adotadas em conformidade com a lei.A Polícia Civil instaurou inquérito para investigação dos fatos. O policial se apresentou na delegacia, prestou depoimento, sendo liberado por já ter passado o período de flagrante.

A Polícia Civil está ouvindo testemunhas e colhendo outros elementos que contribuam para elucidação da ocorrência. Também aguarda o laudo da perícia criminal. O PM ficará afastado das atividades de rua até a conclusão do inquérito.”

O delegado da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa de Imperatriz (DHPP), James dos Anjos, confirmou no dia 27 de junho, que um Policial Militar, confessou ter assassinado a tiros os dois irmãos identificados como Jonas e Samuel. De acordo com o delegado, o PM foi ouvido e liberado por não ter elementos que pudessem configurar um flagrante

O crime

De acordo com informações da Polícia Militar, os dois irmãos estavam em uma motocicleta, quando o atirador chegou em um carro branco e efetuou vários disparos contra eles.

Segundo a perícia, Samuel, que estava conduzindo a moto, foi atingido por oito disparos e não teve chances de reação.

Os dois jovens morreram ainda no local. Familiares de Jonas e Samuel informaram que eles estavam voltando do trabalho no momento do assassinato. A família e amigos próximos das vítimas relataram que os dois não tem passagens pela polícia ou envolvimento com o crime.