Publicidade

Publicidade

sábado, 29 de janeiro de 2022

Polícia recaptura detento que havia fugido do presídio de Coroatá

Fugitivo estava escondido na zona rural de Coroatá (foto: SEAP)

O indivíduo que acabou sendo recapturado foi identificado como Carlos André Coelho da Silva, de 20 anos. Ele é natural do município de Vargem Grande, e estava escondido no povoado Flor do Dia, zona rural de Coroatá. A Polícia conseguiu localizar e capturar, nesta quinta-feira (27), um dos detentos que estava foragido após conseguir fugir da Unidade Prisional de Coroatá na última segunda-feira (24), durante as atividades laboratoriais, segundo as informações repassadas pela Secretaria de Administração Penitenciária (Seap).

A Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) informou por meio de uma nota que as circunstâncias da fuga estão sendo investigadas pela Secretaria e pelo Serviço de Inteligência do Sistema Prisional do Estado, e que todas as medidas legais sobre o caso já foram tomadas.Outras cinco pessoas estão sendo procuradas: Francarlos de Sousa Frazão, Alonso Alves Bezerra, Antonio Francisco Carvalho de Sousa, Afonso Pereira dos Santos e Breno Lucas do Nascimento.

Veículo se envolve em colisão e capota em Condomínio no Olho D’Água em São Luís

Dois veículos colidiram dentro do Condomínio Palacius Residence, localizado na Avenida dos Holandeses, no Olho D’Água, em São Luís, nesta sexta-feira (28). Um deles capotou.

Veículo capota em condomínio em São Luís

A mulher que conduzia o Cobalt prata, moradora do condomínio que não teve o nome revelado, teve apenas ferimentos leves.

A administração do residencial informou que vai buscar imagens do circuito interno de segurança para esclarecer o culpado pelo acidente.

Irmãs que mataram mulher em Matinha são soltas por determinação do vice-presidente do STJ; elas estão condenadas a 34 anos de prisão


O Superior Tribunal de Justiça (STJ) concedeu liberdade às irmãs Tainar e Tainara dos Santos, que foram julgadas e condenadas, em novembro do ano passado, pelo assassinato de Kelrrey Daiana Ferreira Mouzinho, de 25 anos. As assassinas tiveram uma pena de 34 anos de prisão.

O crime ocorreu no dia 19 de abril de 2019, na cidade de Matinha, na Baixada Maranhense.

O vice-presidente do STJ, ministro Jorge Mussi, que assinou o pedido de liberdade das duas irmãs, baseou-se em um entendimento fixado pelo STJ, sobre a execução da pena após a condenação.

“Como se sabe, em 7.11.2019, o Excelso Pretório, no julgamento definitivo das Ações Declaratórias de Constitucionalidade n. 43, 44 e 54, declarou a constitucionalidade do artigo 283 do Código de Processo Penal e fixou o entendimento de que a execução da pena privativa de liberdade só poderá ser iniciada após o trânsito em julgado da condenação”.

O crime

De acordo com o inquérito policial, as irmãs teriam, por motivo fútil, matado Kelrrey Daiana, a golpes de faca, sem chances de defesa. Dois dias antes do crime, a vítima teria se desentendido com as acusadas em evento festivo que ocorria em Matinha.

O inquérito diz ainda que as irmãs foram até a casa de Kelrrey com o propósito de matá-la. A vítima ainda tentou se defender usando uma churrasqueira mas, devido à força das duas acusadas e aos golpes recebidos, ela caiu, sendo atingida mais algumas vezes. Kelrrey ainda foi levada ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

OPERAÇÃO VILA VELHA DA POLÍCIA CIVIL PRENDE EM SÃO LUÍS E GOIÂNIA DOIS INTEGRANTES DE QUADRILHA ATUANTE NO FURTO DE CARGAS


Uma ação policial batizada de “Operação Vila Velha” foi deflagrada simultaneamente na manhã desta sexta-feira (28) nas cidades de São Luís e Goiânia(GO) no intuito de cumprir dois mandados de prisão temporária e de busca e apreensão domiciliar contra dois investigados por envolvimento em uma organização criminosa especializada em desvio de cargas com atuação em vários estados da federação. A ação foi coordenada pela Polícia Civil do Maranhão com apoio da Polícia Civil de Goiás.

Segundo o Departamento de Combate ao Roubo de Carga da SEIC, um dos presos é um homem de 53 anos de idade ,localizado em Goiânia. A segunda prisão ocorreu em São Luís , uma mulher de 47 anos de idade.Durante a operação foram apreendidos automóveis de luxo e aparelhos celulares.

A operação é um desdobramento da prisão de três proprietários de supermercados da cidade de Barra do Corda, os quais obtiveram uma carga roubada de óleo de soja, avaliada em mais de 200 mil reais , fato ocorrido em maio de 2021.

Após os procedimentos legais, os presos foram encaminhados para os sistemas penitenciários respectivos estados, permanecendo à disposição do Poder Judiciário.

sexta-feira, 28 de janeiro de 2022

EM MATÕES, OPERAÇÃO DA POLÍCIA CIVIL PRENDE TRÊS PESSOAS E APREENDE DROGAS E ARMAS DE FOGO

Nas primeiras horas da manhã desta sexta-feira (28), no município de Matões , um trabalho da Polícia Civil do Maranhão foi realizado no combate ao crime de tráfico de drogas na cidade.Na ocasião , foram cumpridos sete mandados de busca e apreensão contra endereços de investigados.

Segundo o Departamento de Narcotráfico (DENARC) de Timon , a ação policial teve como  base diversas informações sobre o comércio de entorpecentes e de munições na cidade de Matões.

Durante o cumprimento dos mandados de busca, foram apreendidas sete armas de fogo, munições, drogas do tipo crack já embaladas para comercialização, além de balança de precisão. Ainda na operação, três pessoas foram presas.

A ação policial contou com a participação de investigadores DENARC de Timon e Caxias e da Superintendência de Polícia Civil do Interior  através das Delegacias Regionais de Timon e Caxias.No decorrer da operação policial, também houve apoio da Polícia Militar do Maranhão, através de Policiais Militares da 4ª CIA de Matões.


ASCOM PCMA

SARGENTO DA PM É PRESO EM PINHEIRO ACUSADO DE INTEGRAR GRUPO DE EXTERMÍNIO

Um sargento da Polícia Militar do Maranhão, identificado como Nilson César, lotado no 10º BPM de Pinheiro, foi um dos presos, na operação “Estado Paralelo”.

A ação da Polícia Civil, coordenada pela Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP), resultou na prisão de cinco pessoas suspeitas de participação em diversos homicídios nas cidades de Bequimão e Peri Mirim, na Baixada Maranhense.

Em um dos crimes, ocorrido em 2020, na cidade de Peri Mirim, a vítima foi alvejada com 12 tiros, em uma rodovia, quando se deslocava para a casa da mãe.

Além do cumprimento dos cinco mandados de prisões temporárias, 11 mandados de busca e apreensão foram realizados nos endereços dos investigados. Nos locais, os policiais apreenderam armas de fogo, munições, balaclavas, coletes balísticos e pequenas porçõesde droga.

De acordo com o delegado Felipe César, do Departamento de Homicídios do Interior da SHPP, existem mais algumas pessoas envolvidas e as prisões feitas estão auxiliando para

obter mais informações acerca de tudo que o grupo tem feito. “Nós demos mais esse passo para tentar tranquilizar os moradores da baixada e dar uma resposta a toda essa

criminalidade que vinha aumentando durante esses dois anos”, pontuou.

Todos os presos, depois dos procedimentos necessários, foram encaminhados ao sistema penitenciário, onde permanecerão à disposição da Justiça.

Intitulada “Estado Paralelo”, a ação tem como objetivo desarticular uma organização criminosa que estava atuando como uma espécie grupo de extermínio na região. Conforme a polícia, nos últimos três anos, há indícios de que pelo menos vinte homicídios tenham sido cometidos pelos investigados.

Fonte: Werbeth Saraiva

Em menos de 24h quatro armas de fogo são apreendidas

Ações Do Novo Comandante, Major Leandro Resultam Em Apreensão De 04 Armas De Fogo Em Menos De 24h

24 horas após assumir o comando do 18º Batalhão de Policia Militar da Região de Presidente Dutra, o comandante Major Leandro, determinou uma série de ações no combate a criminalidade. As ações realizadas nas cidades de Governador Eugenio Barros e Senador Alexandre Costa, culminaram na apreensão de 04 armas de fogo.

Umas das abordagens ocorreram por volta das 19h, quando os policiais receberam denúncia de populares via telefone funcional, de que indivíduo conhecido por Lucas, estaria ameaçando populares e efetuando disparos em via pública, com uma espingarda calibre 36. De imediato, os policiais, com o apoio da guarnição de Senador Alexandre Costa, deslocaram-se até o Povoado Cacimbão. E após várias buscas em bares, o acusado foi identificado e localizado, em uma praça e com ele a espingarda dos disparos.

O acusado e a espingarda, foram conduzidos até a Delagacia Regional de Polícia Civil de Presidente Dutra, para providências cabíveis. O mesmo, foi apresentado, sem lesões corporais.

De acordo com novo comandante do 18 BPM, as ações de combate a criminalidade irão continuar em Presidente Dutra e nas 14 cidades de fazem parte da regional. O comandate afirmou que irá intensificar ainda mais essas ações.