terça-feira, 23 de março de 2021

URGENTE! Iminente falta de oxigênio em hospitais coloca Maranhão em alerta

Em reunião mediada pelo Ministério Público do Maranhão, fornecedores de gases hospitalares e representantes do poder público estadual e de municípios do Estado alertaram para o iminente desabastecimento de oxigênio nas unidades de saúde.

Na visão do secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, a situação é “grave e preocupante”, já que ainda que a rede pública estadual não esteja com risco de falta de oxigênio, o mesmo não se pode fizer das redes municipais.

A constatação do gestor estadual foi confirmada por alguns prefeitos presentes na reunião. João Igor Carvalho, de São Bernardo, declarou que em seu município já falta oxigênio em algumas localidades.

Os representantes das empresas White Martins e Pharma Gás, principais fornecedores de gases medicinais do estado, consideram a situação preocupante, ainda que não desesperadora como o ocorrido no Amazonas.

Carlos Schimidt, da Pharma Gás, lembrou que oxigênio não é solução para a pandemia, e que é preciso controlar o contágio. “Enquanto não houver a diminuição da curva do contágio da doença, a situação só vai se agravar”, ressaltou.

Acompanhamento do MPMA

Portarias foram abertas no MPMA para acompanhar os estoques de medicamentos para intubação e também de oxigênio para as unidades hospitalares, como a Portaria -2ªPJEACD – 152021 da comarca de Açailândia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Publicidade

Publicidade