sexta-feira, 4 de junho de 2021

Polícia Federal deve investigar possível desvio de vacina no Maranhão

O promotor Igor Adriano Trinta Marques, da Promotoria de Justiça da Comarca de Mirinzal, atualmente respondendo também pela Comarca de Bacuri, confirmou ao programa Ponto Final, da Mirante AM, nesta semana, que a Polícia Federal pode ser instada a abrir inquérito para investigar possível desvio de frascos de CoronaVac pelo grupo do ex-prefeito Cláudio Cunha, de Apicum-Açu.

Ele, dois filhos e um apadrinhado político foram alvos, na semana passada, da Operação Citrus, deflagrada para apurar supostos desvios relacionados à Prefeitura de Apicum-Açu. Segundo o Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) do Ministério Público do Maranhão (MPMA), ao cumprir mandado de busca num dos endereços dos investigados, foram encontrados um relógio Rolex e até frascos de CoronaVac numa caixa da vacina.

De acordo com o promotor do caso, será feito um pedido de compartilhamento dessas provas, para a abertura de inquérito específico que apure o possível desvio de frascos da vacina chinesa contra a Covid-19.

“Sobre as vacinas, é um caso que tem desdobramentos, vai ser apurado. Nós vamos pedir o compartilhamento dessa prova e a instauração de inquérito policial, seria pela Polícia Civil ou pela Polícia Federal, para saber como é que foi parar no apartamento”, destacou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Publicidade

Publicidade