quarta-feira, 19 de maio de 2021

Prefeito volta atrás, diz que veto à Igreja como essencial é constitucional, mas garante que na parte religiosa ‘ninguém vai interferir’

O vídeo foi produzido pela assessoria de imprensa de Pastor Max, maior representante dos religiosos dentro da Câmara Municipal.

Ele abre o vídeo ao lado  prefeito Zé Francisco dizendo:

“Dizer que o prefeito, de forma ostensiva, retirou esse veto com as orientações que foram dadas”, diz

Na sequência o prefeito fala que vetou por uma questão constitucional, mas que não vai interferir nos cultos religiosos da cidade por entender que eles são essenciais.

“Quando se pensou em veto porque constitucionalmente é uma questão constitucional, mas nessa parte pessoal, nessa parte religiosa ninguém vai interferir”, diz

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Publicidade

Publicidade