sexta-feira, 23 de abril de 2021

Imagem forte: Jovem é morto em troca de tiros com a polícia; ele era considerado o terror de Grajaú

23/04/2021 13:28 em Novidades

O Jovem conhecido como Alanzinho que segundo moradores e a policia era o terror do Conjunto Zé Caboco, morreu no final da tarde desta quinta-feira (22) de abril no bairro onde morava após segundo informações ter enfrentado a policia, de acordo com detalhes ele teria roubado um veiculo durante o dia, a policia foi atrás da ocorrência e se deparou com o mesmo usando o carro. Alanzinho tinha um histórico de desafiador das forças de seguranças da cidade, destemido ele praticava seus atos sem pensar nas conseqüência.

Vida no submundo do crime

Em 2019 ele foi detido depois de ter esfaqueado pelas costas o namorado da mãe, antes ele participou também de um espancamento de um jovem na beira do rio Grajaú, no vídeo que você verá nos links abaixo da noticia, ele é o de camisa vermelha e short azul, no espancamento Allan se mostra o mais violento. O outro rapaz de boné e camisa branca listrada que segundo a policia seria o líder do grupo, já morreu no mesmo bairro em um fato que na época teria sido também em trocas de tiros com a policia, para não ser preso. Dois dias depois do vídeo da agressão ter chegado à imprensa o jovem que filmou também foi espancado pelo grupo por ter deixando as imagens vazarem.

No dia seguinte Alanzinho exibiu na rede social fotos de uma garrucha junto com amigos fumando e zombando da cara da policia. Há dois anos Alanzinho durante um assalto a um motoqueiro, ele furou o rapaz nas costelas, que ficou entre a vida e a morte no hospital geral de Grajaú.

Depois da pratica de alguns atos na época ainda de menor, a justiça determinou um mandado de apreensão contra o infrator. Ele passou uns dias detido, mas logo depois foi solto e estava no seu setor onde morava, para os moradores do local o bairro era considerado perigoso devido a invasão de menores e jovens infratores, que segundo a policia ditavam as regras para as demais pessoas.

No dia 04 de setembro de 2019 após ir para a detenção por ter desferido (06) facadas nas costas do namorado de sua mãe, o MP (Ministério Público) decidiu pela sua apreensão que poderia durar entre 40 dias, ou 90 dias de detenção para se decidir para onde encaminhariam Alan.

No dia em que foi pego pela policia uma jovem de nome Valeria também foi depor porque usou as redes sociais para desafiar o Estado e ameaçar de morte os policias, e neste dia (22) de abril de 2021 Alanzinho caiu depois que apontou a garrucha para os policiais, a morte do jovem considerado o terror do local causou aglomeração de pessoas no bairro, que foram acompanhar o desfecho da ocorrência no setor.

Fonte: DE OLHO EM GRAJAÚ

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Publicidade

Publicidade