domingo, 4 de abril de 2021

Cultos e missas estão liberados em todo o país, mas com respeito aos protocolos sanitários

A decisão foi do ministro Nunes Marques (foto abaixo), do Supremo Tribunal Federal, que liberou, em caráter provisório, a realização de cultos e missas presenciais em todo o território nacional, mas desde que sejam cumpridas as normas sanitárias.

O ministro, que foi indicação do presidente Jair Bolsonaro para fazer parte do STF, determinou aos governadores e prefeitos que desconsideram decretos em vigência que estão barrando as igrejas católicas e evangélicas dos eventos, como na capital mineira, em BH.

Para evitar a disseminação da covid-19, Marques estabeleceu regras como o uso de álcool em gel, distanciamento de ao menos 2 metros entre uma pessoa e outra, assim como o uso de máscara. Haverá limites de presenças de pessoas nos templos, além de janelas abertas e aferição da temperatura dos fiéis na entrada dos cultos e missas.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Publicidade

Publicidade