terça-feira, 30 de março de 2021

Veja o Boletim Extraordinário emitido pelo Sistema de Alerta Hidrológico da Bacia do Itapecuru – SAH/Itapecuru em 30/03/2021 às 07:00 h.

Na cidade de Coroatá, o rio Itapecuru continua em processo de recessão dada a ausência de chuvas significativas na bacia de contribuição. A cota registrada às 06:45h desta terça-feira foi de 6,99m, redução de 49cm nas últimas 8h. A tendência é que o nível continue a regredir, sendo previsto que o rio registre a cota de 6,63m às 14:45h da tarde de hoje. Atualmente o nível está um centímetro abaixo da cota de alerta (7,00m), portanto já em atenção, condição que deve ser mantida nas próximas horas caso o atual quadro de estiagem continue.

Em Caxias o rio prossegue em recessão mas com tendência de estabilização principalmente devido às precipitações observadas na estação Montevidéu (33530000). A cota registrada às 06:45h de hoje foi de 2,39m, diminuição de 17cm nas últimas 8 h. A cota prevista para às 14:45 h da tarde é igual a 2,14m, permanecendo em situação de normalidade.

Em Codó o processo de recessão continua em franco desenvolvimento, com o rio regredindo 37cm nas últimas 8 h. A cota registrada às 06:45 h de hoje foi de 4,17m. A previsão é que o nível continue regredindo nas próximas 8 h, devendo chegar a valores da ordem de 3,79 m. O rio se encontra atualmente em estado de normalidade que deve perdurar caso chuvas intensas não sejam registradas.

Em Cantanhede o rio começa um lento processo de recessão. A cota registrada às 06:45h desta terça-feira foi de 12,03m, redução de 15cm nas últimas 8h. É previsto que a recessão prossiga e que o rio alcance a cota de 11,84m às 18:45h de hoje, mantendo a condição de atenção.

Já em Itapecuru-Mirim, a cota atual é de 12,78m, também com quadro de recessão lenta. A diminuição do nível foi de 6cm nas últimas 8h. A Tendência é que o quadro recessivo continue, sendo previsto que o rio registre a cota de 12,68m às 14:45h desta terça-feira, mantendo-se em condição de atenção.

Considerando o nível elevado observado em Codó, Coroatá, Cantanhede e em Itapecuru-Mirim, sugere-se que as Defesas Civis municipais e o Corpo de Bombeiros dessas cidades mantenham-se alertas, tendo em vista a possibilidade de novas precipitações na bacia que podem agravar o quadro de cheia atual.

Informamos que a CPRM continuará monitorando a situação hidrológica da bacia, mantendo os órgãos competentes devidamente informados. Lembramos, ainda, que os dados gerados podem ser acessados livremente em http://www.cprm.gov.br/sace/itapecuru.

As previsões apresentadas neste Boletim são baseadas em modelos hidrológicos e estão sujeitas às incertezas inerentes aos mesmos. Os dados hidrológicos utilizados neste Boletim são provenientes da Rede Hidrometeorológica Nacional de responsabilidade da Agência Nacional de Águas (ANA), operada pelo Serviço Geológico do Brasil (CPRM).

Engenheiro Hidrólogo Roberto José A. R. Fernandes
RETE/CPRM

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Publicidade

Publicidade