domingo, 14 de fevereiro de 2021

PF usa imagens de satélite em operação contra crimes ambientais em terra indígena no Maranhão

Por meio da tecnologia, foram identificados focos de desmatamento na região, diligências localizaram serrarias e movelarias que recebem madeira extraída ilegalmente

Equipe da Polícia Federal em uma das diligências na terra indígena Araribóia

A Polícia Federal, em conjunto com o IBAMA, o Batalhão de Polícia Ambiental, o Corpo de Bombeiros Militar e a Marinha do Brasil, iniciou no sudoeste do Maranhão, a Operação KAMBAÍ, visando combater a prática de crimes consistentes na extração ilegal, receptação e comércio de madeira e produtos florestais provenientes da Terra Indígena Arariboia, local que vem sofrendo com a exploração ambiental por parte de madeireiros que atuam ilicitamente nessa região.

Uma das serrarias localizadas por meio de imagens captadas por satélite

Participam da ação 60 servidores da Polícia Federal, IBAMA, Corpo de Bombeiros Militares, Batalhão de Polícia Ambiental e a Marinha do Brasil.

A Polícia Federal utilizou imagens de satélites do Programa Brasil M.A.I.S, para identificar focos de desmatamento na região, bem como realizou diligências de campo para localizar as serrarias e movelarias que recebem a madeira extraída ilegalmente.

Equipamentos utilizados para serrar a madeira extraída ilegalmente na reserva indígena

A Operação KAMBAÍ tem ainda como objetivo a proteção de povos indígenas que vivem na região, principalmente os índios isolados da etnia ‘Awá Guajá’, impedindo o acesso de madeireiros à terra indígena e, por consequência, evitando a contaminação pelo COVID-19.

Os investigados poderão responder por crimes como receptação qualificada (art. 180, §1° do CPB), transporte e depósito de produto de origem vegetal sem licença válida (art. 46, parágrafo único, da Lei 9605/98), dentre outros.

Madeira extraída ilegalmente na terra indígena apreendida pela PF na terra indígena

A operação foi denominada KAMBAÍ, termo oriundo do folclore indígena que significa protetor da flora e da fauna.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Publicidade

Publicidade