sexta-feira, 29 de janeiro de 2021

Delegacia de Homicídios elucida latrocínio de jovem no bairro Luiza Queiroz

Um dos presos confessou o latrocínio e admitiu outros assaltos que serão investigados pela Polícia Civil.

A Polícia Civil, através da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), sob o comandando do delegado Jair Paiva, prendeu na manhã dessa quinta-feira (28) M.G.S, de 21 anos, e F.C.C, de 26 anos, apontados como autores do latrocínio de Evandro Gomes da Silva, de 20 anos, no bairro Luiza Queiroz no ano de 2020.

“Após subtraírem um aparelho celular da vítima, mataram o mesmo acreditando ser de facção criminosa rival. Evandro era estudante e estava sentado na calçada de uma igreja”, diz o delegado Jair Paiva.

Evandro Gomes da Silva (Foto: Divulgação/ Polícia Civil)

Durante a investigação descobriu-se que, antes do latrocínio, a dupla também efetuou assalto a um casal, donde subtraíram celular e tablet. “Equipes da DHPP e Denarc trabalharam intensamente, conseguindo recuperar o celular da vítima fatal, o aparelho tablet, que estava com a sogra de um dos presos, e também apreendeu a arma do crime, munição, e as motocicletas usadas nos crimes”, acrescenta o delegado.

A dupla também é suspeita de ter assassinado um usuário de drogas, por engano, imaginando ser o autor de arrombamento a residência de um dos presos.

Um dos presos confessou o latrocínio e admitiu outros assaltos que serão investigados pela Polícia Civil.

As prisões ocorreram em cumprimento a mandados de prisão preventiva expedidos pela 1ª Vara Criminal de Caxias, atendendo representação do titular da Delegacia de Homicídios.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Publicidade

Publicidade