segunda-feira, 19 de outubro de 2020

PRIMEIRA CRUZ: triplo homicídio no povoado Cassó está ligado a traficante apoiador do PCdoB no município


Candidato a prefeito em Primeira Cruz, Dr. Guilherme tem apoio de José do Perengo, candidato a vereador pelo PCdoB

O traficante “Pererengo”, autor dos três homicídios e um dos maiores traficantes da região, têm como filho José do Pererengo, candidato a vereador aliado de Dr. Guilherme, do PCdoB, candidato a prefeito do município.

O traficante foi acusado pela Superintendência de Polícia Civil do Interior (SPCI) de ser autor de um triplo homicídio, chacina ocorrida no dia 6 deste mês. Sua esposa foi presa, e o mesmo se encontra foragido. Além de Pererengo, membros de sua família que também apóiam Dr. Guilherme estariam envolvidos na chacina, inclusive o candidato a vereador José do Pererengo.

Segundo informações repassadas pela polícia, foram encontradas munições na casa do traficante Pererengo, que disputava com os indivíduos que foram a óbito o domínio do tráfico de drogas na região.

Ligação perigosa

O PCdoB de Primeira Cruz, partido do governador do estado, e que tem como candidato a prefeito o médico Guilherme Carneiro, tem como candidato a vereador o filho do traficante de nome José do Pererengo, que também apóia Dr. Guilherme para prefeito, certamente uma contradição grande para o governo.

Em vídeo gravado pelo governador nas redes sociais, o mesmo recomenda aos primeira-cruzenses a votar em Guilherme e afirma que o seu grupo político, o qual o traficante Pererengo e seu filho integram, estaria pronto para administrar a cidade.

Pelo visto, há muita coisa suja por aí, e caberá à polícia investigar a ligação do PCdoB de Primeira Cruz com o tráfico de drogas.

Abaixo, o boletim de ocorrência produzido pela Polícia Militar com registro do triplo homicídio e fotos relacionadas à chacina:

ESTADO DO MARANHÃO
POLÍCIA MILITAR DO MARANHÃO
CPI/ CPAI-7/ 27º BPM

POLÍCIAIS DE SANTO AMARO DO MARANHÃO, HUMBERTO DE CAMPOS E CPU DE ROSÁRIO ATENDEM OCORRÊNCIA DE TRIPLO HOMICÍDIO

ROP nº 1021/2020
Ocorrência: Triplo homicídio
Data: 06/10/2020
Hora: 19:00
Local: Povoado Cassó, Primeira Cruz-MA

GUARNIÇÕES
Santo Amaro, Humberto de Campos e CPU de Rosário.

CONDUZIDOS
Maria de Sousa Lisboa.
End.: Av. Principal, s/n, Povoado Cassó, Primeira Cruz—MA.

ÓBITOS

  1. Felipe, povoado Sangue, Santo Amaro do Maranhão;
  2. Dilson, povoado Cocal, Santo Amaro do Maranhão;
  3. John Lennon, povoado Ananias, Tutóia – MA.

MATERIAL APREENDIDO

  • R$ 1.000,00 reais;
  • 01 (uma) bolsa porta cédula;
  • 02 (duas) motocicletas: Honda XRE 300 de placa MMV-6299 e Honda XLR branca sem placa;
  • 01 (um) veículo Ford Ecosport de placas PSY 2D55;
  • 07 (sete) estojos deflagrados de calibre .12;
  • 05 (cinco) estojos deflagrados de calibre .38;
  • 02 (dois) estojos deflagrados de calibre .380;
  • 04 (quatro) munições de calibre .38 intactas;
  • 02 (duas) bolsas: uma de cor vermelha e outra de cor cinza.

HISTÓRICO
No dia 06 de outubro de 2020, por volta das 22h30, a Guarnição foi informada de tiroteio no povoado Cocal, município pertencente a Primeira Cruz – MA. Onde vieram a óbito os três indivíduos acima citados. Devido ao efetivo reduzido, horário e poucas informações sobre quantidade de indivíduos no conflito, foi recomendando à guarnição pedir reforço e ir ao local assim que uma equipe maior fosse montada. No dia 07/10/20 a GU de Santo Amaro, Humberto de Campo e CPU de Rosário, juntamente com Policiais civis de Barreirinhas deslocaram até o povoado Cassó com o objetivo de averiguar os informes. Chegando ao local do fato as guarnições da PM e PC confirmaram a veracidade de três óbitos. As guarnições ao chegarem ao local do fato foram informadas por populares que os corpos de Felipe e Dilson foram levados pelos familiares, antes mesmo da guarnição da PC chegar ao local. O Delegado Cláudio da SPCI chegou ao local do fato e se juntou as guarnições com o objetivo de entender e prender os responsáveis dos homicídios. Ao analisar o local do fato, foi feita abordagem à residência de Maria de Sousa, que mora em frente ao local onde aconteceram os homicídios. As guarnições descobriram que o marido de dona Maria, vulgo Pererengo, foi o autor dos homicídios, além de ser um dos maiores traficantes da região. Os homicídios ocorreram por domínio do tráfico de drogas entre o Pererengo (marido de dona Maria) e os três que foram a óbito. As guarnições (PM e PC) encontraram munições intactas e estojos deflagrados na residência de dona Maria. Ao ser questionada sobre os estojos e munições, Maria não soube responder, momento que foi dada voz de prisão à conduzida. As guarnições foram às residências de Dilson e Felipe. Quando chegaram à residência de Felipe, onde seu corpo estava sendo velado, foi encontrado o carro Ecosport, usado na noite do confronto. E foi encontradas mais 02 (duas) motocicletas.

PROVIDÊNCIAS
A conduzida foi apresentada na DP de Barreirinhas – MA, e autuada em flagrante, juntamente com os materiais apreendidos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Publicidade

Publicidade