terça-feira, 27 de outubro de 2020

FINGIMENTO E TRAIÇÃO: A VERDADE SOBRE A RELAÇÃO ENTRE CONSUELO E EDNAURA, EM JATOBÁ

Ao ler a matéria que detalhou na semana passada  a relação gato e rato entre ela e Consuelo, a ex-prefeita Ednaura tratou de correr para a prefeitura, bater uma foto desengonçada e negar tudo. Consuelo, fingindo que acredita na falsidade da outra, até saiu da toca e gravou um áudio acusando a oposição de fazer aquilo que ela é mestre em fazer: mentir. Ednaura quis tranquilizar Consuelo e dizer: pode investir no Roberto que ele não vai te deixar na mão. Consuelo ficou com a pulga atrás da orelha. O medo de Ednaura era perder as galinhas dos ovos de ouro, perder os milhões que Consuelo tem para comprar votos, como sempre fez para se eleger, e como pretende fazer, para eleger o laranja Roberto. Consuelo sabe dos riscos, sabe que Ednaura e Antonia Alves tem força suficiente para fazer Roberto, caso seja eleito, tocar os pés na família Bento. O que há na relação entre Consuelo e Ednaura é só falsidade, mentiras e fingimento. E aquela foto diz bem isso, basta olhar a forma como uma segura a mão da outra, o sorriso amarelo de ambas, o sem jeito das duas. Até as pedras de Jatobá sabem que Ednaura odeia Consuelo e que a recíproca é imensamente verdadeira. E o ódio que uma nutre pela outra não é só por picuinhas políticas, cargos ou mesmo dinheiro. Envolve meu ip dramas e tramas pessoais, honra, ofensas, xingamentos e achincalhe por parte de Consuelo, que na arte de jogar sujo é doutora. Ednaura tem tudo entalado na garganta e não ver de vomitar tudo isso na cara da Consuelo. Logicamente que vergonha na cara é algo que nem uma e nem outra tem. E por dinheiro, tanto Consuelo quanto Ednaura, são capazes das piores coisas, inclusive fingir que suportam uma a outra. Ou até de coisa pior. Até porque o que está em jogo é toda uma estrutura carcomida de poder que já dura quase 25 anos ou  ¼ de século, pra tornar a coisa mais dramática. Estrutura que deu a Ednaura e Consuelo uma infinidade de bens como carros, casas e apartamentos de luxos, formação dos filhos em universidades caras e outra série de privilégios. E não duvide que tanto Consuelo quanto Ednaura, ao chegarem em suas casas após o encontro político dentro do prédio da prefeitura, lavaram bem suas mãos com agua e sabão com nojinho uma da outra. Consuelo deve ter ido mais além: cuspiu no chão, como já fez de outras  vezes que encontrou a arqui-inimiga  Ednaura nas ruas. Não se iluda! A visita, o sorriso amarelo das duas, o abraço e a troca de afagos são só artimanhas para continuar no poder usufruindo do dinheiro público e tornar Jatobá cada vez mais pobre e miserável.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Publicidade

Publicidade