sexta-feira, 10 de julho de 2020

Idoso com covid-19 morre após esperar 3 horas por vaga de UTI

Um idoso de 75 anos com covid-19 morreu esta semana após esperar 3 horas pela liberação de uma vaga de UTI. Ele estava internado no hospital municipal de Porto, que não dispõe deste tipo de atendimento. A unidade de saúde possui 5 leitos clínicos para pacientes com coronavírus e um de estabilização, que não está em funcionamento por falta de respirador.
“O paciente estava internado e começou a piorar. Por volta de 13h o médico solicitou a vaga de UTI junto à Central de Regulação. Às 14h30 ele ligou de novo, quando foi 16h ligou mais uma vez e disse que o paciente ia morrer. Às 16h14 a Central retornou com a vaga em Piripiri”, disse o secretário de saúde do município de Porto, Murilo Sotero.
Porto, localizada na região Norte do estado, fica a 112 km de Piripiri. O idoso, que tinha comorbidades por conta de um AVC, morreu pouco tem depois. “Quando foi 16h14 a Central retornou com a vaga no hospital de Piripiri só que pouco tempo depois o paciente faleceu”, relatou o gestor, que teme uma nova situação na cidade.
“O médico já me ligou dizendo que tem outro paciente grave e pediu outra vaga, mas a Central, que tinha encontrado uma no Natan Portela, precisou cancelar pois foi preenchida”, declarou.
Porto já registrou 110 casos de covid-19 com duas mortes.
Sesapi responde
A Secretaria de Estado da Saúde informou que não há falta de leitos de UTI para tratamento da Covid-19 no estado. Com relação ao paciente da cidade de Porto, a Sesapi disse que ele foi regulado para o Hospital Regional Chagas Rodrigues, Piripiri, na quarta-feira (09), quando deu entrada no Hospital Municipal Rosselvet Bastos, mas devido ao seu quadro clínico  bastante grave, o mesmo veio a óbito antes mesmo de ser transferido para a outra unidade de saúde.
Respirador
O secretário disse que está aguardando a chegada dos respiradores do governo estadual para a montagem do leito de estabilização. “Temos tudo e estamos aguardando só os respiradores, que ainda não chegaram”, afirmou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Publicidade

Publicidade